Análises & Tendências: A Escuridão do Túnel Brasil IV – 31/03/2016

Contexto:. O cenário embasado pelos números projetado para 2016 é bastante desafiador. Não é difícil imaginarmos os impactos que eles causarão nos resultados dos dois próximos anos. Para melhorar esses números, com certeza, precisamos de uma guinada competente, visando criar uma base para melhorias em 2017 e 2018, além do crescimento real e sustentável em 2019.
Painel de Indicadores e Situações:
- PIB: negativo em 4,0%; 2016 – negativo em 4,5%;
- Inflação: 2015 – 10,8%; 2016 – 8,0%;
- Déficit Fiscal: – 2015 – R$ 115 bilhões; 2016 – R$ 100 bilhões;
- Selic – 2015 – 14,75%; 2016 – 15,75%;
- Dívida Pública – 2015 – R$ 2,78 trilhões – 65,0% do PIB; 2016 – R$ 4,80 trilhões – 78,0% do PIB;
- Câmbio – 2015 – US$ 3,88: 2016 –US$ 4,21
Notas Relevantes:
-Economia Interna – crescimento vegetativo, tendendo a negativo. Reforçado pela improdutividade industrial e perda de força do varejo, neste momento com viéz negativo para 2016, ou seja, a economia de nosso país está inerte;
- Surto perverso de corrupção de alta intensidade – com uma imensa perda de credibilidade no mercado internacional. O avanço em alta velocidade da locomotiva da operação lava jato, está desbaratando a maior quadrilha de políticos delinqüentes sem precedentes no Brasil, com concentração no ex-presidente Lula líder do PT. Com as ações da polícia federal, juiz Sérgio Moro e do ministério público, com suporte das delações premiadas, colocam no mesmo saco políticos de outros partidos. Hoje o PMDB desistiu de vez da longa parceria que manteve durante muito tempo com o PT. Este é um fato relevante, pois coloca a presidente Dilma, bem próxima do impeachment, além de mudar o jogo de xadrez no congresso nacional.
– Confirmação da real perda do Grau de Investimento anunciado pelas agências de classificação de riscos Standard & Poor’s e Fitch Ratings e a Moodys.
- Forte pressão política e da sociedade pela aprovação do processo do impeachment da presidente Dilma, além da prisão do ex-presidente Lula.
ANÁLISES: . A verdade é que, estamos diante de uma crise sem precedentes na história de nosso país. A nossa conjuntura econômica e social, com um todo, não suporta outros devaneios desses loucos do PT, que tramam planos sem nenhuma responsabilidade, com ausência de propósitos reais, propondo o uso das reservas cambiais acumuladas em US$ 370 bilhões, além de mais alguns engodos populista, que comprometerão ainda mais o futuro de nossa sociedade. O correto, com certeza, é o impeachment da presidente Dilma, que dará espaço ao vice Michel Temer, para fazer um mandato curto de ajustes corretos de acordo com plano do PMDB. O problema relacionado ao ex-presidente e dos outros envolvidos de forma criminosa na lava jato, é da competência do juiz Sérgio Moro juiz federal, polícia federal, ministério público federal, além Supremo Tribunal federal.
TENDÊNCIA:. Não há espaço para mentiras e enganos. O pós-impeachment colocará o novo presidente e o congresso nacional, diante de problemas políticos, econômicos e sociais, com alto nível de gravidade e urgência, requerendo um senso comum para obter sucesso nos processos resolutórios. A ruptura política será necessária, pois só assim, nascerá a possibilidade de práticas e propostas honestas. O povo está nas ruas cobrando comportamentos e atitudes diferenciadas, além de justiça. Não é golpe, é um instrumento político penal, previsto na Constituição: O Impeachment.
CONCLUSÃO: Não precisa de muitos exercícios mentais, para imaginar o clima reinante no congresso nacional e no palácio do planalto. Ouve-se de tudo, de toda parte, comportamentos e expressões de pânico, além de previsões obscuras. Destruição total. Supostas reputações soterradas pela consistência e a força do lamaçal, que surge a todo momento das delações premiadas e dos acordos de leniência, ainda por serem analisadas pelos investigadores da operação lava jato. Vivemos novos tempos, não há duvidas. A grande pergunta que a sociedade em todos as camadas e atividades, deve estar se fazendo é: “Sobre que alicerces esses novos tempos serão construídos”? Enfim, tenho absoluta convicção, de que será preciso muita competência, criatividade, serenidade e disciplina, para iniciar uma caminhada em direção a restauração política, econômica e social, do Brasil melhor que todos nós almejamos. Vamos participar e observar, neste momento, o nível de lealdade e respeito de nossos políticos, quando tratam de assuntos de interesse do povo brasileiro
Obs. Este relatório em forma de cenário será revisado de acordo com o andamento dos fatos relevantes e urgentes da agenda nacional.
No resumo das questões colocadas acima, reafirmo o grito de “Fique Alerta Brasil.”
Wolgano Nogueira Messias
Diretor de Análises e Tendências do ITAG-ES